Planilha para calcular o valor do seu projeto

artigo_Calculando_Valor_Projeto_640

Calcular o orçamento de um projeto nem sempre é uma tarefa muito fácil. Mais difícil ainda quando você não possui um método. Este método é bem particular, e como alguns leitores deste Blog já sabem, eu calculo meu orçamento com base no valor da minha hora de trabalho.

Se você pretende utilizar este método vale a pena conferir o artigo “Você sabe quanto custa sua hora de trabalho?”.

Com o valor da sua hora em mãos fica fácil calcular orçamento para qualquer item da sua proposta, certo? Basta multiplicar o valor da hora pelo tempo que você estima investir no projeto. O problema é que quando recebemos uma solicitação com 20 itens, por exemplo, fica mais difícil registrar ou até mesmo calcular seu orçamento. É possível fazer estes cálculos manualmente, mas montar uma planilha padrão irá te ajudar a calcular mais rapidamente, além de permitir que tenha uma visão macro sobre seus valores antes de montar uma proposta.

Por isso ofereço a você minha planilha de cálculo de projeto. Ela é bem simples de usar e não requer muito conhecimento de Software, como você verá a seguir.

Para acompanhar este artigo é importante que você faça o download da planilha que vou utilizar como exemplo. Utilizei dados fictícios, que devem ser substituídos pelos seus próprios dados, ok?

Baixar planilha

Entendendo a planilha

Ao calcular seu valor com base em sua hora de trabalho você está trabalhando com estimativas. Portanto caso você esteja começando a trabalhar neste formato, saiba que você vai “errar”. O que quero dizer com isso? Você pode estimar que precisará investir 5 horas de trabalho em um determinado item e ultrapassar 10 horas. Se isso acontecer, fique tranquilo. Provavelmente estas 5 horas perdidas serão compensadas em outro item, mas caso isso não ocorra, tenha paciência. Em pouco tempo, com a prática, você terá uma estimativa bem realista. Seus valores serão sempre o mais próximo possível do justo.

Categoria e Item

art_caculando_valor_projeto_categoria

Preencha o nome da categoria principal, acompanhada pelos itens que você precisará orçar dentro desta categoria. Utilizei a cor verde para destacar os itens que serão “realizados” neste projeto.

Você vai notar que com o passar do tempo sua planilha vai crescer. Mantenha na sua planilha cada item novo que você orçar. Assim, cada vez que precisar orçar aquele mesmo item, saberá o valor que cobrou no seu último orçamento.

Calculando os valores

art_caculando_valor_projeto_valor_hh_cat_item

Estamos trabalhando com uma hora de trabalho de R$60. Este valor teoricamente deve ser o mesmo em toda planilha.

Você deve preencher somente o valor “HS. TRABALHADAS” com o número de horas que pretende investir. Os dados de “VALOR CATEGORIA” e “VALOR ITEM” são calculados automaticamente.

Você também visualiza o total de horas previstas para cada categoria. Neste exemplo temos 6 horas de trabalho, logo, 6 x R$60 = R$360.

Isso irá ajudá-lo a discriminar os itens individualmente na sua proposta. Acredite, a maioria dos clientes prefere que seja assim.

Total

art_caculando_valor_projeto_total

No final você terá o valor total, com a soma de todos os itens do orçamento. Caso você não tenha custos extras para o projeto, seu orçamento termina aqui.

Custos extras e total final

art_caculando_valor_projeto_custos_extras

Pode ser que seu projeto envolva outras etapas além do design. Se estas etapas não foram previstas na sua hora de trabalho você pode incluí-las nesta seção.

O valor de “TOTAL FINAL” será calculado somando seus custos extras com o total previsto para as etapas de design.

Lembre-se que estes cálculos são previsões, portanto, não perca a linha. Não “invente” custos extras para aumentar o valor do seu orçamento. Pode ser que seus projetos não demandem custos extras, e se este for o caso, ignore esta seção.

Como acrescentar seus itens na planilha

art_caculando_valor_projeto_custos_inserir

Clique com o botão direito no número que corresponde à linha da planilha. Em seguida clique em “Inserir” e preencha com os novos dados.

É importante não apagar as linhas com o texto “não alterar esta linha”.

Boa sorte

Agora é hora de montar sua proposta. Se você ainda não possui um modelo de proposta de trabalho pode usar este aqui.

Uma boa prática é manter um template da sua planilha separada em uma pasta. Cada vez que novos itens surgirem, atualize seu modelo. Além disso, salve cada nova planilha dentro da pasta referente ao projeto. Assim você sempre terá uma espécie de backup na mão.

O que achou deste artigo? Deixe seu comentário abaixo.

Um abraço e até o próximo post.

Crédito

Imagem da capa: Graphic Burger

Walter Mattos é um designer brasileiro apaixonado por criação de marcas e identidades visuais. Em seu blog e canal no Youtube compartilha suas experiências através de dicas, reflexões e tutoriais relacionados a design.

Deixe seu comentário

Os comentários deste blog são moderados, portanto, peço que seja respeitoso com outros usuários e publique apenas conteúdo relacionado ao assunto abordado no post. Comentários que não respeitem estas diretrizes podem ser editados ou deletados.

* Itens de preenchimento obrigatório

45 comentários

  1. Maykon Pablo

    Conteúdos de fácil entendimento. Acompanharei suas publicações,seu sentimento de poder contribuir para outros os seus conhecimentos ,não tem preço. Deus lhe abençoe,abundantemente .

    Responder
  2. Alexandre Soares

    Cara, é impressionante o que você está fazendo pelos outros, ainda mais nessa área onde o ego fala alto e o esquema é cão comendo cão. Fico feliz em saber que exite pessoas como você e eternamente grato pela sua ajuda e didática.

    Responder
  3. Murilo Ferragut

    Muuuito obrigado, Waltter, por todo conteúdo produzido. Este artigo e o artigo do ‘valor da hora’ muito me ajudaram, cara… sem palavras. Gratidão. Fica na paz.

    Responder
  4. Emmanuella Castro

    Eu ouvi dizer que quando a gente para pra comentar um conteúdo num blog/site/canal é pq a gente gostou muito, MUITO, mas MUITO MESMO, seu conteúdo é desses, Walter!
    MUITO OBRIGADA, cara! Se vc pudesse sentir a intensidade da gratidão que tenho por todo conteúdo que vc produz nunca ficaria triste!

    Responder
  5. Thyago Sohlove

    Você não existe cara, muito bom ler seus artigos. Estou começando a minha carreira de freelancer e, você vem me ajudando bastante! Eu te tenho como inspiração para a minha caminhada, muito obrigado por compartilhar do seu conhecimento.

    Responder
  6. Wesley

    Olá, Walter.

    Só vim agradecer a dica que precisava. Conheci o teu trabalho a pouco tempo. Sou designer Jr, e gostaria de dar os parabéns pelo trabalho que você vem fazendo com o canal no Youtube, artigos transcritos aqui, e a presença no Facebook. Não encontrei muito material melhor que o teu.

    Teu trabalho virou referência para o meu.

    Estarei te seguindo agora por diante. Obrigado!

    Responder
  7. Dayane Kazuh

    Nossa me ajudou muito…rs acabei de perceber que fechei um projeto por um valor e refazendo o orçamento (só por curiosidade) com sua planilha,….eu estou perdendo R$1.200,00 de diferença.

    Walter só tenho a agradecer, você sempre tem me respondido com dicas para melhorar meus estudos. Adoro seus artigos e os vídeos.

    Parabéns por ser essa pessoa incrível! Sucesso rapaz!

    Responder
  8. cleber

    Bom dia

    Bom acredito que o problema da Babi ja deve ter sido resolvido, porém vou dar minha opinião de qualquer forma. O erro é que vc calculou o valor da hora (40,36) pelo numero de dias (20). Na verdade vc tem que calcular o numero de horas de um dia ( 8 horas) por este valor e ai sim multiplicar pelo numero de dias. ou seja R$40,36 x 8h x 20dias = R$6457,60 Este é o seu ganho mensal.

    Responder
  9. Babi

    Oi, eu sou nova nessa àrea e estou estudando então, to beeeeem perdida com as planilhas que tu forneceu…minha hora calculei no http://www.minhahora.entreoutros.com/
    Bom, minha dúvida pode ser meio ignorante, mas preciso entender direito… enfim!
    Minha hora deu 40, 36 multipliquei por 20 (total de dias q vou levar para concluir o projeto) e deu o valor de 807, 20 porém, meus custos mensais são de 905, 60. O que eu devo fazer ? To meio perdida. :/

    Aguardo retorno, grata

    Responder
    • Walter Mattos

      Olá Babi. Bom, não sou especialista no assunto, mas se você tem um custo de R$905 mensais significa que precisa ganhar mais que isso para pagar suas contas. Como você está um pouco perdida sugiro que faça novamente o cálculo no site “Minhahora” e no primeiro campo, “Quanto você quer ganhar por mês”, você precisa estipular um valor maior que seus custos.

      Espero que ajude.

      Um abraço.

      Responder
  10. Julio Carneiro

    Excelente conteúdo. Faria (fiz) no entanto, alguns ajustes, inclusive na primeira planilha, de cálculo de hora. Veja… somos uma empresa. Toda empresa tem, via de regra, que ter lucro. Ao utilizarmos a planilha de cálculo de hora da forma como estava temos todos os custos da empresa (e pessoais) mas não temos a margem de lucro da empresa. Aquele valor que vai, teoricamente, “sobrar” na sua conta PJ. Já na planilha de orçamento, adicionei um item nos custos extras que pode ser interessante para muitos de nós: desconto do cartão de crédito. Utilizo PagSeguro para alguns pagamentos maiores (oferecer esta opção aos clientes foi um meio de “driblar” a crise), e tenho um desconto de mais de 10% (paga pagamento em até 5X), e precisava inserir isso na planilha. No mais, achei um dos materiais mais simples, inteligíveis e completos disponíveis de forma gratuita na web! Ajudou muito! É valiosa principalmente para freelance, e fez uma coisa por mim que eu ainda não havia conseguido fazer na minha, e nenhuma planilha havia feito: juntou os custos da empresa com os pessoais. O ideal é que tenhamos um salário pago por nosso próprio escritório, etc. Mas, na prática, sabemos que é muito difícil fazermos isso. Então, este formato veio a calhar. Só não pode esquecer de atualizar anualmente (ou semestralmente, dependendo da necessidade de cada um). Quem tiver interesse em baixar a planilha com a margem de lucro, segue o link (para ambas):

    http://goo.gl/e9Nx7w

    Responder
  11. Nicole Marcio

    Oi Walter!
    Já acompanho seus tutoriais há um tempo e agora decidi iniciar minha vida como freelancer. Confesso que estou com muito medo e bastante perdida, então precisei vir aqui te AGRADECER imensamente todas essas dicas valiosas e os modelos de planilha e briefing. Já tinha vasculhado a internet atrás de ajuda, mas a sua ajuda foi a melhor até agora. Muito obrigada mesmo! Sou sua fã!

    Responder
  12. Walter Mattos

    Olá Conrado, tudo bom?

    Rapaz, esta é a pergunta de um milhão! (rs) Bom, não sou especialista em economia, mas acho que o grande “lance” da planilha de horas é pensar que o resultado final sempre será uma estimativa com base em previsões.

    Ou seja, quanto eu preciso/posso ganhar no final do mês que me permita pagar minhas contas e ainda guardar dinheiro? Então como estou trabalhando com previsões, posso prever, por exemplo, férias, décimo terceiro, ou mesmo possíveis dias sem trabalhar.

    É uma questão de organização pessoal mesmo.

    Responder
  13. Conrado

    Olá Walter, quanto tempo! Tive uma dúvida com relação a esta planilha. Considerando que minhas contas chegam, independente se tenho trabalho ou não, e que minha hora de trabalho seja R$30,00. Se eu ficar 15 dias sem trabalho nenhum, como vou compensar esse buraco no mês? Fazendo diversos jobs rápidos? srsr, ou dobrando minha hora… Como você faz? uma abração cara.

    Responder
    • Julio Carneiro

      Conrado, se considerarmos férias, 13º, etc, complica “um pouquinho”. Para ter esses benefícios você precisa, antes de qualquer coisa, de um salário. Aí acontecerá o seguinte, tentando ser breve:
      1) A parte de custos pessoais SAI da planilha;
      2) Nos custos da empresa vai entrar uma sessão chamada “DESPESAS COM FUNCIONÁRIOS”. Sim, o funcionário é você mesmo.
      Nessa sessão você vai adicionar:
      a) Salário pessoal (Pro-labore)
      b) INSS (8%) (3% se for MEI)
      c) FGTS (8%)
      d) Férias
      e) 13º
      Há outros valores se não for optante do Simples, mas não vale à pena citar porque acho que não há casos assim entre nós.
      Veja que tudo isso pode ser informal (a menos que seja MEI, aí os 3% + 5,00 de ISS devem ser pagos formalmente). O importante é conhecer os valores para poder aplicá-los.
      O que eu fazia era separar (teoricamente, e já digo o porquê), o valor do salário dividido por 12, mensalmente, para férias e 13º. Agora vou dizer porque teoricamente: eu nunca consegui pôr isso em prática. Nunca me paguei um salário… Recebo o que o escritório dá. Estou 100% sujeito às oscilações de mercado (tenho uma sócia em outra empresa que é contadora, e quer me matar por isso rsrs). Na minha opinião, complica! O melhor é seguir a planilha simplificada, fazer o possível para não ficar sem serviço (prospecção, mídia, reza rsr), e utilizar a poupança pessoal para férias e 13º, quando necessário. Ah! E sobre férias, tirei as minhas primeiras ano passado. Quinze dias. Depois de mais de dez anos. rsrs
      Abraço!

      Responder
  14. Marco Aurelio Veiga Martins

    Excelente material, Walter! Parabéns por sua iniciativa. Os meus alunos comentam muito sobre o seu trabalho e curtem muito as suas dicas!

    Responder